Financiamento de Moto: saiba como funciona e como financiar uma moto usada

Se não puder esperar para juntar o dinheiro e comprar a sua moto à vista, financiar é uma das escolhas para quem precisa de urgência, desde que você conheça bem este tipo de crédito. Ao fazer o financiamento de uma moto, você pega dinheiro com o banco e paga de volta em parcelas mensais. Mas isso significa pagar juros e parcelas que você não pode atrasar.

Para ajudar você a entender como funciona o financiamento de motos, vamos falar tudo sobre como financiar uma moto usada. Contudo, as parcelas de um financiamento de moto ou de carro podem chegar até 36 meses, por isso a compra da motocicleta requer um planejamento e mudanças no orçamento para arcar com os pagamentos mensais. 

Saiba mais sobre o financiamento de motos

Os financiamentos costumam ter planos de parcelamentos por vários meses, o que reduz o custo total das parcelas e te ajuda a incluí-las em seu orçamento. Apesar disso, é importante dizer que os juros de um financiamento fazem com que o valor total do financiamento seja maior do que o custo da moto escolhida.

Primeiramente, o banco precisa decidir se aprova o empréstimo. Antes dessa fase, é desejável que o interessado já tenha escolhido o modelo da moto e onde deseja comprá-la.

Então, é feita uma análise de crédito – ou seja, o banco avalia se você tem condições de pagar essa dívida. Quando o crédito é liberado, o banco paga a loja onde você vai comprar a moto, e você paga as parcelas todos os meses para ele até quitar o que deve. Como você pega este dinheiro e leva a moto na hora, o banco cobra juros e pode tentar tomar a moto caso você deixe de pagar a dívida.

Agora vamos ver abaixo como financiar uma moto.

6 passos para financiar uma moto usada

1. Prepare-se financeiramente

Tenha um planejamento financeiro pensando a longo prazo para que você seja aprovado na análise de crédito.

2. Tenha o nome limpo

Se o seu nome estiver no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou Serasa, você precisa “limpar” para que o banco faça a liberação do crédito.

3. Escolha a instituição financeira

Fique atento aos valores cobrados nas taxas de juros e em todas as condições oferecidas. Opte pelo banco que te oferecer a melhor proposta.

4. Reúna os documentos

Quando for o momento de assinar o contrato do financiamento, alguns documentos são exigidos por todos os bancos. São eles:

  • RG;
  • CPF;
  • comprovantes de residência,
  • comprovante de renda.

Para comprovar sua renda, você pode utilizar algum holerite (contra-cheque), extrato bancário e até declaração de Imposto de Renda.

5. Guarde um dinheiro de entrada

Tenha em mente que quanto maior for o valor da entrada, menor será o número de parcelas e os juros cobrados pelo banco.

6. Não tem dinheiro para a entrada? Veja algumas dicas

Se você está decidido a optar pelo financiamento de moto, mas não tem dinheiro para pagar a entrada, existem algumas opções para recorrer.

  • Tire um tempo para economizar

Se você pode esperar um tempo para adquirir sua moto, que tal guardar dinheiro por alguns meses?

Quem não tem urgência pode se programar e economizar para ter o valor da entrada. É só ter disciplina e paciência para poupar!

  • Peça um adiantamento salarial

Outra opção é pedir um adiantamento salarial ou adiantamento de férias.

Negociando a antecipação com seu chefe, você terá acesso a um dinheiro extra e poderá utilizá-lo para pagar a entrada do seu financiamento de moto.

  • Faça um empréstimo

Se você não quer esperar para conquistar toda a liberdade e conveniência que uma moto pode oferecer, fazer um empréstimo é uma boa alternativa.

Existem vários tipos de empréstimo que você pode fazer, mas tudo deve ser pensado e analisado.

Quem pode fazer um financiamento de moto?

Em tese, qualquer pessoa física pode financiar uma moto. Porém, para conseguir que o seu financiamento seja aprovado, será necessário passar por uma análise de crédito.

Com isso, cada banco tem sua forma de fazer essa avaliação. Mas, em geral, são estudados aspectos referentes ao score de crédito do consumidor (que mede as chances dele se tornar inadimplente) e a  renda que ele tem para pagar as prestações.

Dessa forma, o financiamento de moto é uma realidade possível para vários tipos de profissionais, incluindo autônomos, servidores públicos e empregados domésticos, por exemplo.

Negativados podem fazer financiamento de moto?

Normalmente a análise bancária consulta a situação do consumidor nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa. Por conta disso, quem está com o “nome sujo” não consegue fazer um financiamento de moto.

Que moto escolher para financiar?

É hora de descobrir quais são as motos que você pode comprar e financiar, tudo vai depender do seu poder de compra e gosto. Confira:

Scooter

Trata-se da queridinha do condutor iniciante, devido ao câmbio simplificado ou automático. São leves, econômicas e ágeis. É um estilo originalmente europeu e perfeito para o deslocamento urbano.

Street

Essa categoria é a favorita de quem usa moto para fins comerciais. Elas não são tão econômicas quanto as Scooters, mas certamente estão em 2º lugar. O modelo é disponibilizado entre 125 e 200 cilindradas, além de ter instalação de bagageiro facilitada.

Custom

Essa moto é uma estradeira. O assento é baixo, a posição de pilotagem é confortável e a motorização é parruda. Isso sem contar que o desenho e os roncos são indiscutivelmente únicos.

Touring

Considerado o Santo Graal das motos, o epítome da liberdade é o símbolo dos nômades na estrada. São extremamente caras, tanto pela tecnologia empregada na produção quanto pelo que simbolizam. Não são ideais para o uso urbano.

Sport 

Trata-se de motos esportivas extremamente potentes e velozes. São avessas a qualquer terreno lamacento, dado o fato de que os pneus são de uso exclusivamente pavimentado.

Naked

Essas são as esportivas sem a característica de carenagem — por isso naked, do inglês: nua/pelada. O modelo dispensa a recapagem, em virtude de um visual mais cru e urbano.

Trail ou Off Road

E finalmente, mas não menos importante: a trilheira! Essa moto curte a sujeira, o atoleiro, o mato, a aventura e a adrenalina. É leve e tem pneus (e componentes) adequados à travessia de qualquer irregularidade.

Como você pôde perceber, existe uma categoria ideal para cada motociclista. Se essa é sua primeira moto, recomendamos que você veja este artigo: Como Escolher A Primeira Moto?

Contudo, há vários modelos e estilos de moto que você pode financiar, vai muito do seu objetivo e do seu gosto. Caso tenha ficado interessado em comprar uma motocicleta. Que tal dar uma olhadinha na categoria de motos do CatarinaCarros. Esperamos ter ajudado!

Gostou do post? Se está buscando uma site que ofereça opções excelentes para adquirir o seu veículo, acesse: catarinacarros.com.br

Leia também:

Classificado de veículos catarinacarros.com.br

foto
Conheça os 3 carros mais seguros de 2020
Anterior